Páginas

sexta-feira, 22 de abril de 2011

VOCÊ USA PELE DE VERDADE?

Meninas... polêmica no ar...

Eu estava bizoiando pela net e me deparei com um post do Blog da Vitória Portes sobre a Coleção Pele Manina da Arezzo, que foi retirada das lojas.



Fotos: Arezo, Anyway



Aí pensei em um post sobre o tema, mas como isso já foi super debatido, eu realmente queria saber a opinião de alguém que trabalha em defesa dos animais.

O sentido disso tudo é saber a opinião de quem se importa com os bichinhos, de quem vive para defendê-los e de quem trabalha para eles e, claro, a opinião das leitoras do Eu messma...

A veio a ideia de saber a opinião da Susan Yamamoto, sócia-fundadora da ONG Adote um Gatinho, que não usa nem sapato de couro. Vamos conferir?


Susan, você usa algum produto animal?

Não, eu não uso produtos de origem animal. Acredito que quem não come o corpo não deve vestir a pele, por exemplo, é incoerente.

Você come carne, ave, peixe ou derivados?


Sou ovolactovegetariana, ou seja, não como nenhum tipo de carne, mas como alimentos que levam leite e ovos como ingredientes.

O que acha da polêmica criada por muitos grupo em relação ao uso da pele na moda?


Ainda bem que existe gente que protesta pois só fazendo barulho é que as mudanças acontecem. Sou contra o uso de pele animal quando temos alternativas sintéticas. Não é bonito, não é lógico, não tem cabimento. Hoje o uso da pele é apenas luxo. No Brasil, onde as temperaturas não ficam muito baixas, é além de tudo cafona querer usar peles.

Há diferença entre a pessoa que come um bife de vaca e a pessoa que usa um casaco de pele de raposa?


Pra mim não há diferença pois eu não mataria nenhum dos animais para meu benefício, seja ele no prato ou como vestimenta.

Ao que parece, o público se comove quanto ao uso de pele animal com fins banais como bolsas, sapatos e casacos, mas se for para alimentação aceitam melhor. Isso é hipocrisia ou tem diferença mesmo?


O que muitos questionam é que não se aproveita a carne da raposa, ela só é morta para fazer roupas (e acessórios) e sua pele é arrancada com ela ainda viva para que não haja "emendas" ou "cortes" que estraguem o casaco. Mas, realmente, a vaquinha e o porquinho podem morrer, porque não se abre mão do churrasco no domingo. Eu acho que se todo mundo um dia presenciasse um animal sendo confinado e abatido para virar bife metade da população se tornaria vegetariana, como eu me tornei.

Por último, gostaria de saber sua opinião sobre a postura da Arezzo em fazer a coleção e depois da pressão, retirar os produtos da loja.

Ficou claro que o presidente da Arezzo não se importa com os animais pois, para ele, uma vez que foram criados para esse fim não há problema em usá-los. Não importa se sofrem ou não, foram criados para virarem acessórios.

O problema é que ele foi muito burro em admitir em público que ele não está nem aí para o problema e que "peles são tendência mundial".

Enquanto as empresas se preocupam com a imagem e querem parecer boazinhas e ecologicamente corretas, e algumas efetivamente são, a Arezzo vai na contramão. O cara perdeu a oportunidade de ficar calado.

Susan, muito obrigada pela oportunidade da entrevista.

Meninas, é isso, ter a possibilidade de ouvir, ler o opinião de quem trabalha para os animais é muito importante também, porque amamos moda, mas não somos alienadas. Agora vamos comentar que tô adorando isso.


37 comenta messmo:

Helo disse...[Responder comentário]

Pele de raposa, de foca, de animais selvagens em geral, que exigem que o animal seja torturado cruelmente para a retirada, eu sou contra. Só sintética!

Beijo!

http://madamenutso.blogspot.com/

Din disse...[Responder comentário]

deus do céu, sou totalmente contra.

http://biscoitodocepordin.blogspot.com/

Limara Lis - Editora: V Vitrine - Alinhavos de Moda disse...[Responder comentário]

Sou contra todo tipo de pele, seja natural ou sintétca!

Além do fator ecológico que eu respeito, sou alérgica a pelos de todo tipo!

Patrícia Quel disse...[Responder comentário]

CArla

Este assunto de pele de animal gera muita polêmica sem dúvida!!!

Bjs!!

Cris Artes disse...[Responder comentário]

Acho repugnante idéia de usar sobre o meu corpo a pele de um animal, não vivemos mais no período das cavernas para termos que usar pele de animais como roupa.
Temos hj os tecidos inteligentes, várias opções de tecidos naturais como o bom o velho algodão entre tantos milhões de opções.
É mesmo um absurdo nos dias de hoje em que cada vez mais falamos sobre a preservação do meio ambiente, utilização de materiais recicláveis e etc, um marca lançar uma coleção dessas, é pura ignorância e total incoerência.
Parabéns pelo seu post Ca, mostra que gosta de moda não é fútil como alguns imaginam.
Um grande bj.

Batom nos Dentes disse...[Responder comentário]

Eu acho um absurdo. Você se alimentar da carne do boi, é uma coisa, questão de nutrição. Acho usar pele de coelhos, raposas, por pura estética? Se ferrar pra lá, sabe!

www.batomnosdentes.blogspot.com
Beijocas, Maria Luiza

Letícia disse...[Responder comentário]

Assunto polêmico e complicado de ser abordado, já que mesmo o ovolactovegetariano faz uso de produtos à base de animais e ainda colocam em seus pratos o sofrimento de muito deles.
Não adianta não comer carne mas se alimentar com ovos (que são embriões) que causam extremo cárcere e vida exaustiva às galinhas.
Não adianta não comer carne e alimentar-se de leite de vaca, que é totalmente anti natural.
O ser humano é o único que continua alimentando-se de leite depois de adulto, e o pior, leite de um outro mamífero.
Enfim, acho que só um(a) vegano(a) poderia falar com mais propriedade sobre esse tema.
Já que os veganos são pessoas que realmente privam-se de qualquer "produto" de origem animal, seja ele alimentício ou não.

De qualquer forma sua iniciativa foi boa, Carlinha. =*

Corina disse...[Responder comentário]

Carlinha, concordo com as palavras da Susan. O sofrimento da retirada de pele e do abatimento dos animais é enorme. Sempre falo para meus alunos que a ser humano por ter a capacidade de raciocinar, deveria preservar o ambiente e nao manipular os outros seres a seu próprio benefício. Acho que assim planto uma sementinha de consciencia ambiental neles. Bjinhos e otimo feriado!!

Gi Salmazi disse...[Responder comentário]

Ai Meu Deus isso é tão complicado e a entrevista foi muito coerente, pois acho que temos que seguir uma linha se não comemos a carne do bichinho, não podemos usar a pele...
eu queria muito ter essa força para ser vegetariana, mas confesso que amo carne, nessa semana fiquei sem comer e juro ela fez uma falta danada...
mas matar o bichinho só para usar a pele é muita maldade e mesmo que ganhasse um colete da Chanel rsrsr não usaria!
amo essa onda de peles, mas podemos usar fakes sem problemas, eu uso assim e olho a etiqueta de for pele de coelho, raposa ou qualquer outro bichinho indefeso que foi morto somente para esse fim não compro não!
E lamentável a atitude do dono da Arezzo, dá vontade de não comprar mais nada por lá e acho que eles perderam muitas clientes!

bjs carinhosos

gi salmazi

Talita Dezidério disse...[Responder comentário]

Éhhh gente esse realmente é muito polêmico. Também sou totalmente contra.

Tem sorteio no meu blog também, querida. Participe!
http://mundodataly.blogspot.com/2011/04/promocao-kit-mundo-da-taly.html

Bjinhuxx
Talita

disse...[Responder comentário]

Oi Carla, eu não sou tão radical não, como carne messmo e também adoro uma bolsa e um sapatinho de couro...mas peles naturais de bichinhos eu não uso de jeito nenhum. Bjocas.

Kammy disse...[Responder comentário]

Oi ca nossa mega polemico eu acho quando usaria uma pele verdadeira ficom com do dos bichinhos
Tb queria ter forca de vontade pra parar de comer carne chuin
Mil beijinhos
Kammy

Luana disse...[Responder comentário]

Foi uma decepção total esse problema da Arezzo! Quando as pessoas irão entender que animais não são coisas? Aff...
Com certeza, perderam uma cliente!

bjs,
Luana

belasperolas.blogspot.com
@belasperolas

medidas a menos disse...[Responder comentário]

apesar de não ser muito fã de bifes eu como carne de boi, e frango, e ovos, aliás esses principalmente, mas não uso nenhuma vestimenta feita de pele de animais selvagens ou não,
não acho bonitas, apesar de toda essa propaganda em torno do assunto
e saber q o bichinho é mutilado ainda vivo me faz ter repudio às grifes q usam em seus produtos pele/pelo animal.
admiro quem exerce um trabalho como o da moça entrevistada, e até participo, não fazendo campanhas mas adotando os bichanos e dogs
e quem me dera ter mais espaço em casa para ter mais bichinhos comigo.
bom fim de semana
Iris

Gabi Soares disse...[Responder comentário]

Respeito a opinião dela, e achei tudo isso um absurdo.
Mas eu ainda como carne e defendo os bichinhos. Pelo menos estou fazendo minha parte.
Beeeijo!

Ah, tem indicação de sorteio no blog =)

http://gabisoaress.blogspot.com

DICAS FABULOSAS disse...[Responder comentário]

Acho ridículo, principalmente pelo fato de agora, as pessoas começarem a se conscientizar sobre o motivo de como é horrível matar esses animais para isso.
Concordo no que a Maria Luiza, do Batom nos Dentes falou nos comentários deste post: Comer um boi é pra nutrir, agora usar um casaco de pele é para se auto-afirmar, se achar.
Espero que isso sirva de lição para qualquer marquinha por aí que está bancando uma de chic.
Seu blog tá lindérrimo.
Bjs

http://blog-fashionstyle.blogspot.com

Magna disse...[Responder comentário]

Acho muito válido abordar essa pauta, pois, como o próprio presidente da Arezzo afirmou, existem criações de animais para esse fim... Há 8 anos, tenho um casal de chichilas aqui em casa, que são a coisa mais linda... não consigo imaginar que esses bichinhos adoráveis e inteligentes sejam criados para essa finalidade, sofrendo tudo quanto é tipo de maus tratos... Mas não sou hipócrita... não consigo ficar sem comer carnes, não por uma questão de gosto, mas me sinto muito fraca e mal nutrida sem comê-las. E já assisti abate de diversos animais, desde galinhas no sítio até bois num grande frigorífico aqui na minha cidade. É realmente chocante para quem sempre achou que carne vinha direto da bandejinha supermercado... mas não é nada comparado àqueles vídeos da PETA. Acho que fica a reflexão...

Carla Pinheiro disse...[Responder comentário]

Magna

Perfeitas as suas ponderações e digo mais, os porquinhos se criados como animais de estimações são mega inteligentes.
Mas sou uma fraca desalmada e não consigo deixar de comer carne... um dia conseguirei.

Beijocas.

Bruna disse...[Responder comentário]

Oi Carla, muito boa a entrevista.
Eu não aprovo o uso de peles.Porém, sou carnívora...
Beijos

Nanda disse...[Responder comentário]

lINDA..
Não teria coragem, mesmo sendo lindasss...Vi muita coisa bela na Europa fake, acho que tendo poção, é um absurdo, mas os seres humanos andam tão egoístam, ou são mesmo 'lobo do próprio homem', imagina com outros animais, o que nao fazem?
Bjs! Boa Páscoa!!!

Patricia disse...[Responder comentário]

vamos expandir mais nosso pensamento? Sabe quanto de floresta se derruba pra se criar gado no Brasil, sabe quanto de´água e grãos o gado come por dia? quanto de gado de primeira fica no Brasil e o quanto realmente é exportado para o Oriente médio, Europa e Ásia? Difícil esta discursão de comer a carne e jogar a pele fora, e os lixões vão fazer o que com a quantidade de pele, vcs já foram em um lixão? É uma discursão que vai além da ética, mexe com a cadeia alimentar, mexe com a cadeia produtiva, o Brasil é o maior exportador de carne bovina do mundo. Vcs acham que os maiores produtores do Brasil vão deixar de criar gado por causa do uso da pele? ou por que o animal sofre pra ser abatido? Eles nem se importam com a quantidade de floresta que derrubam, e olha que as vezes são punidos por isso... bjs

SIL MIZEL disse...[Responder comentário]

oi Carla..


olha..eu prefiro discutir sobre putaria do mque esses assuntos polêmicos viu...

pois eu tenho uma opinião que me basta..

Um animal não pode passar por cima do homem...e o homem tem o direito sim que comer sua carne e abater para se alimentar...

se não fosse assim...não seriamos carnívoros e nosso estômago seria feito só para ruminar igual as vacas...

dessa forma...

apoio que os animais sejam muito bem tratados e tenham uma morte rápida e limpa!

adoro sapato de couro!

bjs

SIL MIZEL disse...[Responder comentário]

Carla....


agora fui ler meus emails direito

e vi que vc escreveu


brigadinha


eu tinha entendido


pegadinha viu!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk como se vc estivesse me fazendo uma pegadinha,uma brincadeira...

rsrs

nossa!!!

daqui a pouquinho coloco lá...

bjs

Blog da Helô disse...[Responder comentário]

VOU FALAR UMA COISA QUE TAVA ENGASGADA A TEMPOS.

É FÁCIL PESSOAS QUE NÃO TEM DINHEIRO PARA COMPRAR AS TAIS PEÇAS DA AREZZO CRITICAREM (O PREÇO ERA BASTANTE ALTO), NÃO ADIMITO GENTE HIPÓCRITA QUE DIZ NÃO USAR PRODUTOS DE PELE E COMEM CARNE SEM NENHUM PROBLEMA, É TOSCO DEMAIS NÉ. EU NÃO USARIA PRIMEIRO PQ NÃO TENHO GRANA PARA COMPRAR E SEGUNDO QUE ACHO DESNECESSÁRIO JÁ QUE TEMOS UMA OUTRA ALTERNATIVA PARA FAZÊ-LO.

O QUE EU ACHO MAIS INTERESSANTE É QUE BLOGS BRASILEIROS MUITO CONHECIDOS NAO POSTARAM NADA SOBRE ISSO. GANHAM PATROCÍNIO E AÍ TEM QUE FICAR CALADOS,NÉ.

ACHO QUE NO FUNDO ESSA CONFUSÃO É TOTALMENTE DESNECESSÁRIA

SE ALGUM BLOG FAMOSO BRASILEIRO POSTAR TODO MUNDO VAI QUERER USAR.

ADORO TEU BLOG

bloggdahelo/blogspot.com

beijim

Jana disse...[Responder comentário]

Bela entrevista!
Tem peles falsas que são perfeitas, prefiro usá-las!
Já sapato de couro uso e como li em algum comentário as vacas, bois... um dia morrem e concordo em aproveitar o couro para os acessórios. Tirar pele do bicho vivo jamais concordaria ;)
Beijos amiga!

Kamilly Almeida disse...[Responder comentário]

Sou totalmente contra o uso de peles na moda.O sintético está aí para isso.

Realmente é uma cafonice usar roupa pesada em uma clima tropical como o nosso.

Apenas acho que deve-se ponderar sobre a ingestão de alimentos derivados de animais.Algumas pessoas as vezes são radicais e tomam uma posição que não acho muito bacana,mas fortaleço a luta pelos animais,mesmo que as pessoas envolvidas na causa não admitem uma pessoas que come carne.

Parabéns pelo Post,muito bem conduzido e reto no assunto.

Beijão & aguardo você no Infinito Feminino.
www.infinitofeminino.blogspot.com

Tamyres Bastos disse...[Responder comentário]

Carla, ameei o post.
Eu achei absuurda essa coleção da Arezzo, logo ela, uma marca de nome, fazer uma coisa dessas em tempos que pensamos em consciência ecológica, proteção dos animais. A marca vacilou feio, e agora para tirar essa imagem vai ter que "rebolar". Com certeza perdeu mtos clientes, e com razão. Não sou mto fã de peças com pele em geral, que dirá verdadeira, nenhum dinheiro compensa fazer uma crueldade dessas com animais.

Beeeijos
=**
www.modernicetotal.blogspot.com

Erika Saab disse...[Responder comentário]

Eu acho que matar um animal única e exclusivamenet para tirar a pela porque é algo que é tendência ou porque é considerado sofisticado é realmente um absurdo. Houve um tempo em que esta era a única forma do homem se aquecer, mas hoje o que não faltam são opções menos cruéis. Agora acho um exagero o pessoal querer comparar este ato com o ato de se alimentar de carne. Muitos animais são carnívoros e o homem é só mais um deles, temos a opção de não fazer? Temos, mas ninguém pode dizer que é tão natural da nossa espécia quanto o é para um leão. Se o animal já foi morto para servir de alimento e se aproveita também o couro para fazer bolsas e sapatos também não coloco no mesmo patamar de quem submete animais a crueldades apenas com o intuito de fazer casacos, perfumes ou submetê-los a testes para cosméticos, porque nesta caso, deixar de aproveitar o couro não vai trazer de volta o animal que já foi morto por outros motivos. Comparar o dito cujo da Arezzo a quem faz churrasco é forçação de barra. Eu adoro animais, já me arrisquei para defender bichos e nem sou das mais carnivóras,mesmo assim, acho que as pessoas às vezes são radicais de mais e acabam perdendo a razão. Acho que esse caso da Arezzo, em tempos como os nossos foi uma coisa alarmante e ainda bem que quem se indignou e protestou obteve resultados positivos, que não se deixou intimidar diante de comentários como "você fala mas como carne", ou "você grita pelos animais, mas e os menores abandonados?" que é coisa de gente que quer mais é ficar de braços cruzados apontando quem não é "perfeito", mas faz sua parte para termos um mundo um pouquinho melhor!

Fabianne disse...[Responder comentário]

olha, eu acho que nutrir o corpo e usar pele para vestir são coisas diferentes sim! Fui vegetariana por anos e na minha última gravidez tive problemas sérios. voltei a comer carna, mas aprecio com moderação. um pedacinho basta, só pra nutrir, não pra empanturrar a natureza nos vez assim, onívoros;assim como fez carnívoros tantos outros. E esses animais não matam pra se vestir ou pra deixar a carne estragar. Matam e comem!!!!

bj

Pisa no Chiclé disse...[Responder comentário]

Essa história da Arezzo está gerando muita polêmica né? E com toda razão!

beijão
Carol

Manuella disse...[Responder comentário]

Nunca comentei no blog, mas não tinha como não comentar agora.
Sou contra casacos de pele e etc, pois trazem dor e sofrimento ao animal por algo superfluo.
Agora, achar que todos tem que virar vegetarianos, desculpe, mas é ridiculo. Eu não como somente carne vemelha pois não gosto do sabor, mas ave e peixe como sim. É muito diferente sim, matar um animal pra comer do que pra usar a pele. Somos carnivoros, se querem julgar, entao julguem os proprios animais que matam outros pra comer... ué, deveriam virar vegetarianos tambem!!!! Quer ser vegetariano, seja, mas meter o nariz na vida dos outros não tem o direito. Precisamos de carne. Eu nao gosto de "mato" e nunca iria me submeter a isso simplesmente pq tem gente que acha q so pq nao come carne é melhor que os outros.

Jana disse...[Responder comentário]

Infelizmente eu ainda não obtive esse grau de evolução de abrir mão de qualquer tipo de carne.... Mas minha luta em defesa ao animais é grande.
Já tenho um projeto junto com algumas amigas da faculdade para uma OGN no ano que vem em defesa de animais abandonados e os que aparecerem para ajudarmos....
Eu fiquei muito chateada com a AREZZO, que realmente demonstrou sua inobservância para com os animais....
Com relação ao alimento, eu discordo da MANUELLA...A questão não é se alimentar, a questão é se alimentar em excesso.....
Ninguém pede para ninguem parar de comer carne... PAra quem quer....
MAs acho que a grande questão são os homens que se aproveitam disso.... Carne de coelho, carne de cabrito, carne de rã, carne de koala....sei lá......Não precisamos ficar "buscando sabores afrodizíacos" de carnes......E ainda desculpe minha colocação, mas JEsus disse "retirar na natureza o que for suficiente para seu sustento".....
NÃO É ISSO QUE ACONTECE......

Bia Nogueira disse...[Responder comentário]

Sou totalmente contra matar os bichinhos simplesmente pra fazer roupas e outras coisas. Hoje em dia está tudo tão evoluido....pra quê inventaram o couro fake então, pra continuar matando os animais só pra dizer que o couro é verdadeiro? Antes de fazer uma crueldade deste tamanho, as pessoas deverian experimentar arrancar o couro da própria pele pra ver se vale a pena matar animais pra esse fim.
Bjs Carlinha, amei o post.

Cora disse...[Responder comentário]

Carla,
eu acho muito justo não usar peles, eu jamais usaria, é muita banalização com a vida de um animal.
Mas não sou vegetariana, e vou demorar a ser, adoro carne.
Como sim, mas acredito que chegaremos a um nível de evolução ao qual isso não será necessério.

*))
acho que isso...!

Keliane disse...[Responder comentário]

Isso é um assunto muuuito polêmico mesmo, eu não gosto d pele nem de animal nem fake... é trister ver aqueles videos e tals, mas não tenho uma opinião firme sobre o assunto, uma vez vi uma raposa comendo uma galinha viva e aí? fazer o que com a raposa?
é muito complicado tudo isso.. e outra se usa pele de animal pra vestimentas desde de que o mundo é mundo.. tudo bem que hoje em dia tá tudo muito voltado a MODA, essa maldita moda.
A Arezzo foi infez sim, mas também existe muuita gente hipócrita.
Um beijo

GORDIVINAS! disse...[Responder comentário]

Sou totalmente contra porque sou defensora dos animais sim.
Se eu pudesse transformaria minha casa no zoo, mas eu tenho um projeto de fazer da minha chácara em SP um abrigo para animais.
Acho ridículo usar pele, seja onde for.
Obrigada pelo comentário...também gostei do nome da coleção.
Achei que ficou perfeito com o nosso país.
Um beijo e boa Páscoa Carlinha

Regiane Ivo disse...[Responder comentário]

Sou contra não! Qual a diferença de uma vaca, cabrito, cobra, avestruz... para uma raposa, coelho, chinchila???
Uma vaca pode morrer para virar bolsa? Uma raposa, não? O avestruz sofre menos que o coelho na hora do abate?
Gente, temos que ser menos hipócritas, esses bichos são de criadouros específicos para esse fim. No abate tudo é aproveitado, não é só a pele e é carne também, ou vocês acham que a carne é jogada no lixo.
Não dá para ser 100% ecologicamente correto.
Ninguém quer um coletinho de raposa, mas a maioria sonha com uma Birkin de crocodilo em que o bichinho fica preso num espaço mínimo, confinado para não arranhar o couro da barriga para a bolsa ter o couro perfeito.
Quem não tem um item 100% couro que atire a primeira pedra.

www.channelfake.blogspot.com

Related Posts with Thumbnails